Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


 
ESQUECERAM DE CONTAR
 

Nas proximidades haviam paisagens verdejantes, campos e flores diversas, sobre as quais centenas de colibris e borboletas sobrevoavam inquietos como se pressentissem aquele acontecimento extraordinário! 
Existiam muitos outros pássaros de espécies e cores variadas que, em bandos se organizavam em admiráveis coreografias; alguns bandos semelhantes à esquadrilha da fumaça em seus shows aéreos.


Não foi por acaso que aquela região foi designada para o nascer da Estrela Maior... O estábulo até poderia ser um lugar comum, sem nada além dos animais, alguns cochos para acomodar ração e água, e alguns feixes de feno sobre o chão empoeirado onde os filhotes mais novos dormiam.  Entretanto, no campo, e principalmente naquela época, habitava o silêncio, a tranquilidade e serenidade.  O Filho de Deus necessitava de um lugarzinho em paz para vir ao mundo e, certamente não era entre as pessoas que Ele iria encontrar esse lugar. Nos hotéis da cidade se ouviam grandes ruídos, barulhos incômodos das pessoas aglomeradas e agitadas em torno do Recenseamento. Ninguém queria perder o prazo estipulado pelo Decreto governamental. Elas são assim ainda hoje. Após 2018 anos decorridos desse fato que mudou para sempre a história da Humanidade, a população ainda "sobrevive" à mercê de leis, decretos e medidas, que, algumas vezes se atropela nas repartições, porque deixam para os últmos dias as pendências (exigências da legislação). Está sendo assim com o recadastramento do PBF (Programa Bolsa Família) que encerra amanhã.

Voltando à família de Nazaré, o mundo à sua volta não tinha noção da dimensão, da grandiosidade e do poder absoluto que estava chegando junto com aquele recém-nascido. Governantes e demais autoridades "reinavam" na ignorância, tateavam às cegas, porém, diante da população sem instrução e desinformada, se achavam os maiorais. Injustiças foram cometidas à luz do dia nos tribunais da imoralidade, e nas caladas das noites.  Atrocidades eram executadas em qualquer esquina, em qualquer lugar. Um povo faminto e sedento de pão e justiça vagava sem rumo, sem enxergar um horizonte. Era realmente necessário que o Céu se abrisse, que seu véu fosse rasgado e a chuva viesse cair sobre a terra, mesmo que alguns anos depois a sociedade daquela época, incentivada por governantes cegos e loucos, cometesse a maior das atrocidades: a Crucificação do Salvador do Mundo! Todavia, assim determinavam as Escrituras. As profecias se cumpriram. Deus havia planejado e determinado que assim seria e  assim aconteceu.

Ainda hoje e por todo tempo a Estrela Divina faz jorrar seu brilho sobre aqueles/as que se permitem. Já não se enxerga a manjedoura empoeirada, poluída e mal cheirosa que também era lugar de escravidão de trabalhadores famintos, sem direitos, sem casa e sem pão. A presença da Luz ofuscou e ofusca toda e qualquer forma de injustiça e opressão.  Muitas autoridades ainda podem copiar o velho modelo daquele tempo ou de outros mandatários (d.C.), no entanto, ao aderirmos ao projeto de libertação direcionado pela Palavra de Deus, as correntes caem por terra. Já não temos medo, nem devemos nos curvar perante arbitrariedades, nem decretos ou leis escravagistas, que tornam as pessoas menores.

Jesus nasceu!!!
Sua Luz brilhou e penetrou no estábulo, iluminando o ambiente. Brilhou em Nazaré, em Jerusalém, na Judéia e por todo o mundo!!

Jesus vive, ainda que alguns não queiram, não aceitem, e por isso não O seguem.

Se permita iluminar, abra sua porta, a porta de seu coração e deixe a Luz entrar! Você só terá a ganhar e aqueles à sua volta também verão a Luz e seus efeitos sobre a vida.
Você não está, nem estará sozinho na travessia. O deserto falará com você e a escuridão irá te ouvir, porque dos montes vem o pedido:
"Este é meu filho muito amado, minha filha muito amada, portanto, escutai-os!"

Resultado de imagem para oNDE NASCEU JESUS

Jesus nasceu!!!
Resultado de imagem para vela de Natal gifs animados
Feliz Natal, meus amados do Recanto das Letras e todos os leitores Recantistas do Brasil e do exterior, que me leem diariamente!!!
Abraços daqui e beijos Natalinos...

 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 21/12/2018
Alterado em 25/12/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras