Ísis Dumont -  Prosa e Verso
Apenas palavras que a alma e o coração não calam.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

307725_420477058000726_338351319_n.jpg


 Ombros Machucados
 
A cruz é pesada,
De tanto ser revezada
Já não há mais lugar
Nem um milímetro de pele
Que não esteja sofrido
Magoado
Sangrando
Ferido...
 
Não há auxílio
“Cirineu”não existe aqui,
Ninguém pode ajudar,

Mas é necessário prosseguir
Não há estação onde descansar.

Ninguém é detentor do direito
De matar os sonhos dos outros,
De ferir a alma e o coração
Nem  de tentar nem ousar
Macular a dignidade alheia,
Mas ferem, sem se importar
Com o que o outro sente.

Do alto de minha janela
Observei suas lágrimas caíndo,
Vi seu olhar embassado,
E a dor em sua face, estampada.

Confesso que também sofri.
Deve haver uma forma,
Uma saída, algo 'criativo'
Que torne menos dorido,
Mais suportável
Aquilo que não se pode mudar
'por inteiro'.


Resultado de imagem para dor e sofrimento

*****
O sofrimento, às vezes se prolonga até onde a gente permite. Reflexão, coragem e atitude são necessárias, se queremos mudança.
Ísis Dumont

Resultado de imagem para ombros e alma machucados


 


 
 
Ísis Dumont
Enviado por Ísis Dumont em 15/05/2015
Alterado em 15/05/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras