Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


14%2B-%2B1
Procurava um Rosto

Uma multidão dispersa, desconfiada,
parecia sem direção;
Passos apressados, descendo ou subindo,
Indo e vindo, mão e contramão.
Dezenas, centenas de pessoas, muitas sozinhas,
Outras acompanhadas, caminhos diversos
buscavam.
Ela, entre tantos, estava só como o poeta,
Despido de inspiração...
Sentiu-se igual um sonhador quejá não sonha,
Viu seu poema ensaiado o dia inteiro,
Escorrer em sua face, misturado às lágrimas,
Que lavaram as cores da esperança que restava.
Procurava um rosto que não "é" apenas
Um rosto qualquer...
É a beleza sublime  de um amor,
Que um dia tomou seu coração, sem dizer
Palavra alguma
E cravou para sempre o mais lindo poema  
Em sua alma de mulher!
*****
Ísis Dumont

Deus abençoe seus passos e seus ideais e lhes
conceda uma semana repleta de paz, amor,
saúde e alegria! 
Beijossss, amados e amadas!!!


boa-noite-amor.jpg
 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 23/08/2014
Alterado em 24/08/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras