Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


507901995_658682.gif?4
Quem entende? 
(Saudade misturada)

Quem vai entender
um "amor" assim...
Quando mesmo em "silêncio"
guarda uma saudade tão presente
quanto permanente, parece não ter fim.
Muitas vezes dói bastante,
mas não conta pra ninguém,
porque só quem sente compreende.
 
Saudade que entra pela janela,
ocupa todos os cantos da sala,
não pediu para entrar,
nem tem pressa de voltar.
 
Saudade do que nunca viu,
Saudade do que nunca tocou,
Mas é saudade do que sentiu,
É saudade do que amou,
É saudade do que ama...
É saudade misturada...
Com amizade e
 amor!
*****************************
Ísis Dumont
 
*******************************

Rosas para perfumar e ornamentar
sua tarde! Tem para todos os gostos!
Obrigada pelo carinho de sua presença e por nossa amizade!!!

Boa tarde!!!
96.gif
 
 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 24/06/2014
Alterado em 24/06/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras