Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

 
 Palavra de Deus para este Domingo
 
Dia Litúrgico: Domingo XIII (C) do Tempo Comum

Evangelho (Lc 9,51-62): Quando ia se completando o tempo para ser elevado ao céu, Jesus tomou a firme decisão de partir para Jerusalém. Enviou então mensageiros à sua frente, que se puseram a caminho e entraram num povoado de samaritanos, para lhe preparar hospedagem. Mas os samaritanos não o queriam receber, porque mostrava estar indo para Jerusalém. Vendo isso, os discípulos Tiago e João disseram: «Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu, para que os destrua?». Ele, porém, voltou-se e os repreendeu. E partiram para outro povoado. 

Enquanto estavam a caminho, alguém disse a Jesus: «Eu te seguirei aonde quer que tu vás». Jesus respondeu: «As raposas têm tocas e os pássaros do céu têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça». Então disse a outro:«Segue-me».Este respondeu: «Permite-me primeiro ir enterrar meu pai». Jesus respondeu: «Deixa que os mortos enterrem os seus mortos; mas tu, vai e anuncia o Reino de Deus». Um outro ainda lhe disse: «Eu te seguirei, Senhor, mas deixa-me primeiro despedir-me dos de minha casa». Jesus, porém, respondeu-lhe: «Quem põe a mão no arado e olha para trás, não está apto para o Reino de Deus».

Comentário: Pbro. José MARTÍNEZ Colín (Culiacán, Mxico)

Segue-me

Hoje, o Evangelho convida-nos a refletir sobre o nosso seguimento a Cristo. É importante saber segui-lo como Ele o espera. Ainda Santiago e João não tinham aprendido a mensagem de amor e perdão: «Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu, para que os destrua?» (Lc 9,54). Os outros convidados ainda não desprendiam se dos seus laços familiares. Para seguir Jesus Cristo e cumprir com nossa missão, temos que fazê-lo livres de todas as ataduras: «Quem (...) olha para trás, não está apto para o Reino de Deus» (Lc 9,62). 

Em razão de uma Jornada Missionária Mundial, João Paulo II chamou aos católicos para ser missionários do Evangelho de Cristo por meio do diálogo e do perdão. O lema foi: «A missão é o anúncio do perdão». O Papa disse que só o amor de Deus é capaz de irmanar aos homens de toda raça e cultura, e fará desaparecer as dolorosas divisões, os contrastes ideológicos, as desigualdades econômicas e os violentos atropelos que ainda oprimem à Humanidade. Por meio da evangelização, os crentes ajudam aos homens reconhecer se irmãos. 

Se nos sentirmos irmãos, começaremos a compreendermos e a dialogar com respeito. O Papa destacou que o empenho por um diálogo atento e respeitoso é uma condição para uma autêntica testemunha do amor salvifico de Deus, porque quem perdoa abre o seu coração aos outros e se faz capaz de amar. O Senhor nos disse na Ultima Ceia: «Amai-vos uns aos outros. Como eu vos tenho amado (...) Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos» (Jo 13,34,35).

Evangelizar é uma tarefa de todos, porém de maneira diferente. Para alguns será viajar por muitos países onde ainda não conhecem Jesus. Para outros, corresponde lhes evangelizar ao seu redor. Perguntemo-nos, por exemplo, se os que nos rodeiam sabem e vivem as verdades fundamentais da nossa fé. Todos podemos e temos que apoiar com a nossa oração, sacrifício e ação, a tarefa missionária, além da testemunha do nosso perdão e compreensão para os outros.


*Quais tem sido as nossas escolhas? 

*Qual a preocupação que temos em fazer a nossa parte no semeio, o qual nos foi confiado por Deus?

*Estamos nos sentindo "livres" ou vivemos presos às "amarras" que nos impedem de, pelo menos tentar viver e anunciar a Boa Nova?

*Alguma vez já passou pela nossa cabeça, cruzar os braços mediante essa missão, porque não somos "ordenados", mas apenas leigos cristãos?

Nada nem ninguém neste mundo deve ser mais importante que a decisão de seguir Jesus, mesmo que seja sem sair do lugar. Não precisamos abandonar o que temos: família, casa, trabalho, amigos... mas precisamos, sim, abandonar o "velho". .. Antigos  hábitos, velhas formas de pensar e agir, não devem servir de "setas" para nos fazerem "olhar" atrás. Tudo que representa obstáculo a nossa ascensão rumo ao "novo", deve ser deixado de lado, eliminado.

*Nos esforcemos, irmãos, para que um dia estejamos aptos para o reino de Deus, aqui na terra.


Muito bom dia, meus queridos e amados recantistas!!!
Essa manhã de sol ameno, calma e agradável, e após a leitura deste dia, me inspiraram essas palavras.
Fico na torcida que esse Domingo seja um dos melhores de sua vida!
Com amor e ternura, porque você é especial e habita no fundo mais fundo do meu coração"!
Amoooooovocês!!!!!!!!!!!!!

Isis


Ísis Dumont e Evangeli net
Enviado por Ísis Dumont em 30/06/2013
Alterado em 30/06/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras