Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


"Li esta matéria e achei oportuna, bastante interessante. Trata-se de um risco que pode "afetar" a qualquer pessoa, afinal, estamos expostos, mas principalmente o público infanto juvenil. Na condição de adultos, é necessário sermos fiscais de nós mesmos, nos policiarmos para vermos quando estamos nos tornando dependentes de algo ou até mesmo de alguém. Nossa mente, por mais fantástica que seja, quando não "vigiada" e reeducada pode nos levar à viagens longínquas ou... "sem volta", inclusive para muitos que adquirem um vício e não são capazes de "fazer o caminho de volta", mesmo quando recebem ajuda para isso".  Nossos jovens e crianças também precisam da 'atenção" por parte dos pais e responsáveis, quanto ao uso da net. Vejo esse estudo como um alerta para nós que fazemos uso diário dessa ferramenta -  Internet.

Isis...






 
Comportamento
  Vício em internet é um risco à saúde, alertam pesquisadores Estudo concluiu que o hábito está ligado à depressão, traços de autismo e variações de humor que podem ser semelhantes a crises de abstinência
Marco Civil da Internet

Internet: Pesquisa alerta para riscos à saúde mental do uso excessivo da internet (Thinkstock)

Um artigo publicado neste mês no periódico PLoS One chama a atenção para os riscos à saúde apresentados pelo hábito de passar muitas horas na internet. Após avaliar 60 pessoas, entre elas alguns usuários assíduos da rede, pesquisadores britânicos concluíram que o vício em internet, assim como a dependência de drogas, está associado a alterações de humor, ao aumento do risco de depressão e a sinais de abstinência. E, além disso, o hábito pode até fazer com que um indivíduo apresente traços de autismo.

 


Como as drogas — Ainda de acordo com a pesquisa, pessoas viciadas em internet são muito mais propensas a apresentar uma variação de humor negativa e um pior estado de espírito imediatamente após desligarem o computador do que indivíduos que usam a internet moderadamente. Segundo os autores, esse quadro é semelhante a sintomas de abstinência e reforça ainda mais que essas pessoas sofrem de dependência de internet. “Quando essas pessoas se veem off-line, elas passam a apresentar um humor muito mais negativo, assim como indivíduos que deixam de usar drogas ilegais, como o ecstasy”, disse Phil Reed, professor da Universidade de Swansea, na Grã-Bretanha, e coordenador do estudo.“A associação entre o vício em internet e depressão e humor instável já era conhecida e demonstra que as nossas descobertas estão de acordo com estudos anteriores. Porém, o fato de o vício em internet ter sido fortemente relacionado a traços de autismo é um achado novo, e pode ser de natureza semelhante a associações estabelecidas anteriormente entre isolamento social e esse tipo de dependência”, escreveram os autores no artigo.

“Esses resultados iniciais e pesquisas relacionadas à função cerebral sugerem que, na internet, há algumas surpresas desagradáveis para o bem-estar das pessoas”, disse Reed. Para os pesquisadores, a mensagem principal desse estudo é a de que algumas pessoas podem acabar tendo muitos problemas com o uso excessivo da internet, inclusive danos à saúde física e mental. Esses indivíduos, os autores escrevem, “talvez precisem de ajuda para entender as razões para o uso excesso da internet e qual é a função do hábito em suas vidas”.


Uso excessivo da internet é relacionado à depressão e ao uso de drogas
Jovens viciados em internet têm risco maior de depressão

Esse estudo foi feito com 60 pessoas, com uma idade média de 24 anos. Os pesquisadores analisaram o uso de internet, além de traços de humor, personalidade e sentimentos dos participantes. Os indivíduos foram orientados a responder um questionário sobre humor e ansiedade antes e depois de usarem a internet durante 15 minutos. Dos voluntários, 32 foram considerados "problemáticos" em relação ao uso da internet. Não foi encontrada relação entre vício em internet e sintomas de ansiedade.

Novo distúrbio — No artigo, os autores afirmam que o vício em internet tem sido cada vez mais debatido nos últimos dez anos. O problema vai, inclusive, ganhar mais atenção na quinta e mais nova edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM, sigla em inglês), documento considerado por muitos médicos como a "bíblia da psiquiatria". No DSM-V, que deverá ser publicado integralmente em maio, esse tipo de dependência será classificado como uma condição digna de atenção de pesquisas futuras.

Ísis Dumont e Veja
Enviado por Ísis Dumont em 28/02/2013
Alterado em 28/02/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras