Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos




RESILIÊNCIA


resiliência é um conceito 
psicológico emprestado da física, definido como a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas - choque, estresse etc. - sem entrar em surto psicológico. No entanto, Job (2003), que estudou a resiliência em organizações, argumenta que a resiliência se trata de uma tomada de decisão quando alguém depara com um contexto entre a tensão do ambiente e a vontade de vencer. Essas decisões propiciam forças na pessoa para enfrentar a adversidade. Assim entendido, pode-se considerar que a resiliência é uma combinação de fatores que propiciam ao ser humano condições para enfrentar e superar problemas e adversidades.

Da: Wikipédia



Código da Psicoadaptação ou da Resiliência - capacidade de sobreviver às intempéries da exisência. Segundo Augusto Cury, o fenômeno da psicoadaptação gera o Código da Resiliência. O termo resiliência começou a ser utilizado em 1998. O grau da resiliência depende, portanto, do grau de adaptabilidade e superabilidade de um ser humano aos momentos adversos que encontra em sua caminhada existencial.
Uma pessoa com baixo grau de resiliência tende a suportar de forma inadequada as adversidades e crises, podendo desencadear quadros de depressão, pânico, ansiedade, sintomas psicossomáticos.  Dores e perdas podem levar pessoas ao suicídio, quando o Código da Resiliência é inadequadamente decifrado e desenvolvido. Há também o suicídio imaginário (desejo de sumir, desejo de dormir e não acordar mais), o sucídio físico e o suicídio psiquíco, reletido pelo alcoolismo, dependência de outras drogas, comportamentos autodestrutivos, auto-abandono.
A capacidade de se adaptar e superar os eventos da vida dependem fundamentalmente de aprendizado e menos de carga genética. O aprendizado pode ser espontâneo ou promovido pela educação, algo muito difícil nessa sociedade superficial que somente prepara para o "sucesso".
Apesar de esse Código ser decifrado pelo aprendizado, uma pessoa geneticamente hiperativa, ansiosa, irritadiça, pode ter mais  dificuldade de se psicoadaptar às adversidades do que outras.
Do mesmo modo uma pessoa com SPA, Síndrome do Pensamento Acelerado, tem mais dificuldade de elaborar suas perdas, administrar suas decepções, refletir sobre suas falhas. Observem que as crianças agitadas repetem os mesmos eros com frequência. Mas jamais podemos nos esquecer que os hiperativos, os ansiosos, os portadores de SPA, se desenvolverem os códigos da inteligência, poderão desenvolver grandes habilidades resilientes.
A problemática maior está no sistema educacional, falho e superficial. Escolas do mundo inteiro ensinam crianças e jovens a estudar o imenso espaço que nunca pisarão, mas não os terrenos das perdas, das crises, dos desafios edas contrariedades existenciais. Mesmo as pessoas que mais nos amam podem contrair e não expandir nossas habilidades resilientes.
A dor, as derrotas, as lágrimas, devem ser sempre evitadas, mas ninguém vive continuamente em céu de brigadeiro. Como tuburlências são inevitáveis até em dias de céu claro deveríamos usá-las para expandir nossa maturidade resiliente.

"A vida é uma grande aventura onde noites e dias se alternam".

O presente Texto é fruto de pesquisa no Livro do grande e admirável Augusto Cury.

 

Vale A Pena Refletir:
"Você se considera uma pessoa "resiliente"?...
Como consegue lidar com as intempéries do cotidiano?...  
Já treinou sua capacidade para "sobreviver" também nos dias de outono e inverno?
Já experimentou viver sem os "aplausos" e ainda assim continuar vendo sua vida como um "show" no anonimato?...
Se suas respostas (ou a maioria) forem positivas, APLAUSOS pra você!... Caso contrário, se desejar busque "aprender" e explorar esse conhecimento. Você será uma pessoa mais feliz, a partir da "resiliência".
Penso que desenvolvi essa "capacidade" mais por aprendizado, por experiência de vida do que por estudo. Superar obstáculos, vencer barreiras, sobreviver às "tempestades" sem perder a "naturalidade", a serenidade, isso é algo muito positivo, melhor ainda, não tem preço!"

Autora:
Isis Dumont
Aparecida Ramos(Ísis Dumont), Wikipédia e Augusto Cury
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 17/09/2012
Alterado em 17/09/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras