Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


CÂNTICO DOS CÂNTICOS


adeus.jpg


Durante as noites, no meu leito,
busquei aquele que meu coração ama,
procurei-o, sem encontrá-lo.
Vou levantar-me e percorrer a cidade,
as ruas e as praças,
em busca daquele que meu coração ama,
procurei-o, sem encontrá-lo.
Os guardas encontraram-me
quando faziam sua ronda na cidade.
"Vistes acaso aquele que meu coração ama?"
Mal passara por eles,
encontrei aquele que meu coração ama.
Segurei-o, e não o largarei
antes que o tenha introduzido na casa de minha mãe,
no quarto daquela que me concedeu.
Conjuro-vos ó filhas de Jerusalém,
pelas gazelas e corças dos campos,
não desperteis nem pertubeis o amor,
antes que ele o queira.


Do Livro Cântico dos Cânticos, também chamado de Cantares, Cântico Superlativo, ou Cântico de Salomão. Faz parte dos livros poéticos do Antigo Testamento.


 
BÍBLIA SAGRADA
Enviado por Ísis Dumont em 22/08/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras