Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

 

SEM VERGONHA  (Texto curto/real)


maria+sem+vergonha+8.jpg


Não tenho vergonha de reconhecer e assumir meus erros...
Não tenho vergonha de pedir desculpas ou perdão, se feri ou magoei alguém.

Não tenho vergonha de solicitar "um favor" caso seja necessário, para mim ou para alguém.
Não tenho vergonha de elogiar qualquer pessoa, desde que seja merecedora, ainda que se trate de alguém que não gosta
de mim.

Não tenho vergonha de abraçar, de beijar pessoas idosas ou amigas.
Não tenho vergonha de mimar qualquer criança, inclusive na rua.

Não tenho vergonha de conversar com pessoas, ainda que desconhecidas.
Não tenho vergonha de me pronunciar em defesa de alguém, ainda que seja fora da "tribuna na Câmara Municipal".

Não tenho vergonha de dizer que não tenho nenhuma pretensão de me "achar" melhor que ninguém, mas digo que posso até possuir mais defeitos que os outros.

Não tenho vergonha (mas sinto-me feliz) em admitir que respeito todas as pessoas e preservo a amizade com a grande maioria.

Não tenho vergonha de dizer ao mundo que amo de verdade a todas as pessoas e que não consigo odiar nem quem já me causou algum mal.

Não tenho vergonha de dizer que muitooooo já chorei, por ser ofendida, ferida, magoada. Que já chorei por amor... e com saudades... E que chorarei ainda, qualquer dia, quando minha alma não suportar "certas" situações e meus olhos não forem suficientemente fortes para segurar meu pranto. 

Não tenho vergonha, enfim de dizer que AMEI, AMO E AMAREI sempre VOCÊ!


Isis Dumont
24/05/2012, às 07:47h

 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 24/05/2012
Alterado em 24/05/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras