Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos



 LAGOA AZUL TURQUEZA (Texto curto)

Era um pedaço do paraíso durante o inverno e início de verão. Um ecossistema preservado, ali, bem abaixo de nossos olhos de crianças curiosas. Havia várias espécies de peixes. A variedade de plantas em sua volta e as plantinhas aquáticas tornavam aquele nosso espelho mágico e gigantesco ainda mais belo e atraente.
Nos pequenos arbustos e árvores que emolduravam os seus contornos, revoada de pássaros construiam seus ninhos, reproduziam seus filhotes e se refestelavam todos os dias através de melodias diversas. E, para atrair ainda mais a nossa atenção, exibiam, orgulhosamente suas cores, seus voos rasantes e bailados sobre as flores e as largas folhas das plantas que cobriam parte das águas.
A uma certa distância, aquele lençol de água apresentava uma coloração azul turqueza que encantava as nossas vistas e de todos que por ali passavam ou frequentavam. A imagem que por anos seguidos refletiu a nossa imagem, ainda existe preservada em meu livro de recordações, na memória daquele tempo bonito, de quando éramos crianças irrequietas, impulsivas e inventivas, num tempo onde tudo era motivo para uma brincadeira inocente e muitas risadas.
Os habitantes da região mais próxima abasteciam-se de suas águas doce e cristalinas. Aquela porção de natureza ecologicamente preservada era nosso mais puro e seguro recanto de lazer.
As pessoas tinham o maior zelo com a preservação, e para evitar qualquer tipo de poluição, havia uma conscientização que era repassada pelos adultos aos mais jovens e às crianças.
Durante o período do inverno, a lagoa azul chamava a atenção dos que por ali passavam, pela sua imponência e exuberância.
No verão, pouco a pouco o espaço em sua volta ia ficando vazio. As plantas rasteiras iam secando e morriam. Era aí que nós nos divertíamos com nossas corridas, disputando para ver quem tinha a maior capacidade de resistência para alcançar a meta estabelecida pelo grupo.
A Lagoa Azul Turqueza é parte muito importante do meu álbum de lembranças. É fotografia que nem a ação do tempo nem a distância jamais apagarão das páginas amareladas do livro do meu passado.


Isis Dumont
Ísis Dumont
Enviado por Ísis Dumont em 20/03/2012
Alterado em 20/03/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras