Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

Poema indivisível

Imagem relacionada
Lembra-te
Estás em mim...
tal e qual chuva que rega o solo árido
nas tardes de verão
ou nas noites em dores de parto 
dando vida a milhões de vagalumes dispersos
na escuridão.

Lembra-te
Estás em mim...
impregnado feito acordes de distante violão,
na melodia que emana das notas da canção,
como verso escrito em guardanapo na mesa do bar
após uma noite de farra.

Lembra-te
Estás em mim...
feito sede bebendo no copo entre bocejos,
respirando aroma de pecado em teus/meus versos insensatos e notoriamente vagabundos.
Com essa voz melodiosa penetrante em meus ouvidos
nessa meiguice de teu olhar desafiando o meu.

Tu... eu... nós...
Assim, lindo, terno, único
ontem, hoje, amanhã...
O infinito entre nossas paredes.
Nós dois -poema (de amor) indivisível!
*******************************************
************************

www.isisdumont.prosaeverso.net
 
Ísis Dumont
Enviado por Ísis Dumont em 16/07/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras