Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

 
Este texto trata de um caso de amor. Não de um amor como o nosso, não desse amor lindo que (eu e você) conhecemos e a grande maioria das pessoas. Eu quis deixar registradas minhas observações e indignação a cerca desse perigoso e nefasto romance envolvendo uma velha "senhora" que desde muito tempo está presente em quase todos os lugares desse país, e que muito tem nos envergonhado!
"QUEM MANDA" E "QUEM OBEDECE"
 

Resultado de imagem para quem manda e quem obedece
Alguns dizem que ela manda e ele só obedece. As pessoas gostam de falar demais né? Talvez, algumas sim, porém, todas não! Embora existem pessoas que além de "falar" ainda inventam, aumentam, parece que só estão satisfeitas quando a "história mal contada" ou a fofoca se multiplica.

Ela manda e ele obedece quase cegamente. Será isso mesmo? Obedece porque confia literalmente. Obedece por motivo de comodidade ou certas conveniências. Obedece por falta de conhecimento, por falta de informação ou simplesmente por medo de questionar. Ela manda... e manda muito "bem!" Manda como uma "rainha" ou um rei, alguém que reina absoluto. Manda porque está no lugar errado. Manda porque se acha no direito de usufruir, de colher o que jamais plantou, em proveito próprio. Manda porque ninguém tem coragem de ir de encontro a seus feitos ilegítimos. Manda porque não tem responsabilidade, nem possui bom caráter. Manda porque a ganância e a arrogância parecem estar no próprio DNA.
Enfim... até quando eese desrespeito, essa  ganância e ambição desmedidas vão continuar?

Até quando a fome de "ter" se fará insaciável?
Ele permanecerá cego e surdo até quando?
Será que um dia "Quem obedece" vai perceber que a ficha caiu, e vai entender que durante tanto tempo foi passado para trás como se realmente não enxergasse, não ouvisse, nem tão pouco raciocinasse?
Lamentavelmente, enquanto "Quem manda" continuar mandando, adulterando e manipulando... "Quem obedece" permanecerá ignorando a força e o poder que possui e deles não usufrui.
Tenho dito!
 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 29/11/2018
Alterado em 03/12/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras