Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos



Caminho do Poeta
Sonhos que não se perdem




No caminho da poesia (A.S.)
Lanço meu olhar poético. (A.R.)
Vereda de silêncio começa e termina(A.S.)
Fim de mais um dia, onde o pensamento vagueia. (A.R.)
A lira suavemente adormece (A.S.)
No travesseiro macio repousam seus cabelos. (A.R)
O verso desperta a rima (A.S.)
Que levanta com o nascer do Sol (A.R.)
Ruídos no ar, folhas se movimentam (A.S.)
Não há como disfarçar a inquietude (A.R.)
A brisa faz tocar e o silêncio apascenta; (A.S.)
Uma canção de amor se ouve em sussurros. (A.R.)
O contorno do olhar alimenta (A.S.)
A esperança visível além do horizonte. (A.R.)
Alma vaga e faminta se sustenta, (A.S.)
Respira o aroma da rosa ainda em botão (A.R.)
O verbo é duro como a rocha cinzenta, (A.S.)
Ao lembrar, os olhos não escondem a emoção. (A.R.)
Conduz o pensamento a alma aquieta (A.S.)
A noite convida para ver o Luar (A.R.)
Na largura desse belo caminho (A.S.)
Há um poema em pétalas caídas nas margens, (A.R.)
Onde só nele cabe o sonho do poeta. (A.S.)
Na solidão o poeta escreve como quem semeia grãos. (A.R.)
Quem acha que eu sigo sozinho, (A.S.)
Não conhece quem, num mar de poesia te espera, (A.R.)
Não atinou meu alforje cheio de pétalas (A.S.)
E minhas mãos catando as letras sobre elas (A.R.)
 
Em cada uma há uma palavra escrita (A.S.)
Palavra que exala sentimento nobre (A.R.)
A brisa espalha e o aroma recita (A.S.)
E o coração absorve cada palavra dita. (A.R.)
O ramalhete despetalado no caminho (A.S.)
Sinaliza que eu preciso retornar, e (A.R.)
Reúne minha fausta inspiração. (A.S.)
Minha esperança diz que estou na direção, (A.R.)
Neste caminho parece que vou sozinho, (A.S.)
Em meio às distâncias choro de saudade; (A.R)
Mas eu te levo dentro do meu coração (A.S)
Sinto que você é o bastante para aumentar minha felicidade. (A.R)
– Itabira, 29/08/18.
Ademar Siqueira
Ísis Dumont
Gratidão querido amigo e poeta, Ademar Siqueira, por me inspirar com estes belos versos, os quais me oportunizaram interagir nesta maravilhosa troca poética.
Felicidades!!!
 
 

 






 

 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont) e Ademar Siqueira
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 31/08/2018
Alterado em 31/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras