Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

Um nome, um verso, uma saudade    
Imagem relacionada
Há dias de sol
           sem Sol
há noites de Lua 
             sem luar 
há Céu estrelado
               de brilhos estelares ausentes.

Há janelas abertas
           sem brisa entrando
há um verso de amor,
               sozinho apreciando
a sonoridade
 de um nome
                 cravado na palma da mão
de outro verso 
que, por enquanto 
abraça a saudade inundando
um mar de amor infinito
que não cabe em nenhum Oceano
deste Universo. 
Imagem relacionada
Imagens: https://www.google.com.br
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 10/06/2018
Alterado em 10/06/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras