Aparecida Ramos -  Prosa e Verso
Apenas palavras que a alma e o coração não calam.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos



A Carta que Você não leu
Olá... 
Como vai você?...
Sobre mim?... Ah, quero que saiba que estou bem... Às vezes tenho a sensação de que sou "inquebrável", alguém imbatível, cuja felicidade ninguém haverá de destruir. Embora, "cá entre nós",  sei que você conhece esse coração que vez por outra resolve desmanchar-se em cacos. E... somente lembrando: quantas vezes você ajudou-o a recompor-se! Mas, ainda que teu "esquecimento" machuque, eu estou caminhando bem, tocando meus novos projetos (trabalho e estudo), feliz e fazendo felizes outras pessoas.
 
Sabe, depois daquele dia eu continuei visitando o mesmo bosque onde algumas vezes, casualmente, nos encontramos. Outro dia até ousei colher alguns botões de rosas no jardim da praça. Sim, botões, porque ainda não haviam desabrochado (as rosas). Com certa tristeza, coloquei-os no vaso, o mesmo que outro dia você fez questão de substituir as flores de jasmim do dia anteior  por rosas brancas e vermelhas. Ah, era meu aniversário, lembra?

Após teu regresso e esquecimento, apesar de eu não acreditar que seja definitivo, não restou-me outra forma de comunicação a não ser esta.


Imagem relacionada
Talvez você nunca lerá esta Carta...  É possível que eu mude de ideia, por entender que esse "distanciamento" além de ser uma opção sua e  um direito seu, seja também algo que te faça bem, embora eu não compreenda.

Desejo (de todo coração) que você esteja em paz e tão feliz quanto eu! Que seus projetos e anseios estejam indo muito bem, e que você alcance as melhores realizações!
Se um dia nos veremos... somente o tempo dirá...
Um beijo grande...
Saudades!!


Ass. 
A Amiga que Você não conheceu.


PS.: Nesse final de semana estarei retribuindo com carinho e alegria os comentários/visitas nas páginas de vocês, amados/as!

 
Ísis Dumont
Enviado por Ísis Dumont em 07/08/2017
Alterado em 10/08/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras