Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos



14992216-quebrado-p%C3%A9talas-de-rosa-sobre-a-sujeira.jpg?ver=6


Eu finjo que esqueci

 
 
 
Deixa sobre a cômoda as rosas vermelhas
Para eu pensar que era um mimo teu
Deixa a música tocando pra eu não me sentir sozinha
Tua camisa estendida na poltrona da sala
Pra eu acreditar que vou sair contigo
Deixa o abajur com a luz acesa
Deixa teu perfume nos lençóis de linho
Pra que eu não esqueça que estivesses comigo.
 
 
Deixa no porta-retrato a foto de nós dois
Deixa que eu sinta mais uma vez teu toque
Para que eu pense que ainda estás aqui

Deixa sobre a mesa as cartas que escrevemos
Mesmo amareladas vão lembrar nosso amor
Deixa o café na mesa e as portas abertas
Deixa teu novo endereço na escrivaninha
Pra meu coração pensar que está próximo do teu.
 
 
Deixa a chave no chaveiro lá atrás da porta
Deixa o violão com as cordas afinadas
Deixa as partituras expostas na sala
Pra eu ficar lembrando da nossa canção
Deixa que minhas lágrimas caiam em meu rosto
Deixa na agenda o poema de amor
Pra eu pensar que um dia, tudo foi verdade
Deixa que esse amor se desfaça agora
Deixa tudo como está, pior não pode ser.
 
Deixa essa casa triste, bem devagarinho
Pra que eu durma e sonhe que é só um pesadelo
Deixa eu tentar lembrar de, como era antes
Deixa eu acreditar que tudo foi bonito
Deixa eu falar o que não te disse um dia
Deixa eu enfrentar sozinha meus sonhos e receios
Deixa o eco de tua voz nos cantos da casa
E se não voltares eu finjo que esqueci.
*******
Inspiração: "Se puder sem medo"
Oswaldo Montenegro

 
 
Ísis Dumont
Enviado por Ísis Dumont em 08/06/2016
Alterado em 09/06/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras