Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

e8f5d23667d785abb6b8c65b8cf6998f.jpg

Nó na Garganta

Fingiu cantarolar baixinho... Olhou para o chão, fez de conta que estava procurando algo caído no caminho. Parou por alguns segundos e olhou cuidadosamente atrás, como se estivesse esperando alguém que se atrasara. Pôs o celular ao ouvido atendendo (de mentirinha) uma importante ligação. Por fim, pôs a mão sobre os olhos e caminhou olhando para o lado oposto a quem vinha. Nesse momento, sentiu um nó na garganta... Foi apenas alguns 'truques' para disfarçar as lágrimas  e deixar que teu olhar prosseguisse sorrindo!

***************************************
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 07/08/2015
Alterado em 07/08/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras