Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


Humana Demais  
 

Sou humana demais para entender
Porque os homens investem no “mal”,
Porque não sentem as dores do próximo,
Por que querem tanto vencer os demais?
 
Sou humana demais pra compreender
O descaso “mundial” para com as crianças,
Porque desrespeitam os idosos,
Porque desprezam a sabedoria e a Experiência, deixando-lhes sem esperanças?
 
Sou humana demais para me calar
Frente à violência contra a mulher.
Por que “homens” se tornam assassinos,
Quando "delas" retiraram tudo que puderam?
 
Sou humana demais para compreender
Um mundo que não vive o amor...
Porque banalizam essa força suprema,

Deixando a vida relegada a um mundo
sem sentido, sem forma, sem cor?
****************************************
Ísis Dumont
                   
images?q=tbn:ANd9GcTCF4GzIPnObUrfOVM7xjPwAN6TeXxn7yFu6M89_EKD-SAjX6UA
Sou Humana
                     
  Sou feita do pó do chão,
            animada pelo sopro da Criação.
            Sou a mais pura emoção
            que brota do coração…

            
Sou realidade,
            desprezo a falsidade,
            amo a liberdade,
            busco a felicidade…

           
Sou feita de átomos agregados,
            de segredos bem guardados,
            de amores perdidos,
            de sonhos nem sempre realizados…

           
Sou pura energia,
            repleta de alegria,
            que vê na noite sombria
            a beleza da lua,
            que desfila no ceu toda nua,
            para o sol encantar…

           
Sou raio de sol,areia do mar,
            sou feita de bruta matéria,
            que espera um dia alcançar
            a graça de mais etérea ficar…

           
Sou boa ou sou leoa,
            sou como toda gente…
            Às vezes cruel, outras complacente,
            não sou perfeita e nem jamais incoerente…

            Sou apenas humana.
  
 Sou Humana!
 
Olhe em meus olhos, veja em meu rosto
Eu minto, eu sofro, eu grito assim como você
Cometo erros...

Eu dou risada quando estou feliz, e choro quando estou triste
Eu corro, invento, desprezo e peço perdão
Meu céu  é azul
 
 Porque sou humana, e não sou perfeita não
Eu sou humana e comento erro em vão
Eu também sinto a dor da solidão
E o arraso de um coração
Por que sou humana
 
Me de a sua mão, entenda-me é de coação
Meu sangue é vermelho, eu conto estrelas
Miro o sol que não brilha
 
Eu so como você
Como você
Humana como você
 
Porque sou humana, e não sou perfeita não
Eu sou humana e comento erro em vão
Eu também sinto a dor da solidão
E o arraso de um coração
Por que sou humana
  
Eu sou humana...
Eu sou humana...
Somente Humana...
  
Meu mundo desaba
Meu coração despara
 
Porque sou humana, e não sou perfeita não
Eu sou humana e comento erro em vão
Eu também sinto a dor da solidão
E o arraso de um coração
Por que sou humana.
*************************

127115-mini.jpg Makayla
Foto e pseudônimo no Perfil da autora!


(Indiara Rosario)
http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=127115
Muito grata, amiga, por ter aceitado meu convite!
Sua inspiração ficou show!!!!
Queridos amigos, visitem a página da autora!
Beijos e terno abraço com desejos de um Domingo...
apesar da saudade, que não seja de tristezas!!!
Bom dia!!!!  

 
 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont) e indiara rosario
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 02/11/2014
Alterado em 02/11/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras