Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

1212192178_dali_com_chocolate.jpg
Sem Ti

Deixo a materialidade e me torno apenas palavra.
Sou a palavra saudade escrita sob a tempestade,
em algum pedaço de muro

Na  periferia da cidade.
 
Sem ti,
Viro tela inacabada, pintada por amadores,
(Desenho insignificante)
Com tintas inferiores, escorrendo pelo asfalto.

Sem Ti,
Sou rio correndo ao contrário,
Sou beija flor sem jardim,
Sou um peixe sem aquário,
Sol nascendo no ocidente,
Sou um ser imaginário.

Sem Ti,
Perco minhas referências,
Deixo para trás o que aprendi,
Me apego às tuas lembranças,
Sinto um vazio no peito,
Que só será preenchido
Quando acabarem as "distâncias".
*********
Ísis Dumont

Boa noite, caríssimos/as!!
Estive esses três dias ausente, por motivo de viagem
imprevista, por isso, só hoje retornando. Sou muito grata aos que aqui estiveram e deixaram a marca de seu carinho e apreço. 
Visitarei com muita alegria a todos/as vocês!

Beijos e ternuras!!!

dns1.gif
 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 20/06/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras