Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


Inseparáveis
 

A ocasião exigia-lhe um traje impecável. Amigas se prontificaram a acompanhar-lhe a fim de darem sugestões, tendo em vista que sempre fora uma pessoa bastante complexa e indecisa nesses assuntos de "moda". Saíram pela manhã logo após o café. "Distribuíram pernas" no centro da cidade durante mais de 5 horas. Pela tarde o compromisso agendado: salão da madame Lucy Pascollato, onde fora recebida como se fosse celebridade. E a noite? O anoitecer veio apressado, não mais que seu coração descompassado, ansioso pelo momento tão sonhado e aguardado há meses. Despedira-se dos pais e partira com destino ao lugar do evento. Foi uma das últimas pessoas a chegar. Seus olhos não acreditaram no que viram: ele já estava lhe aguardando, sentado à mesa, do outro lado uma cadeira reservada para ela. Foi um encontro mágico, um raro momento nunca antes experimentado. O ambiente estava decorado maravilhosamente para fazer jus à grandeza daquele acontecimento. Começou a imaginar que a música, a decoração, os garçons, enfim tudo que fazia parte do ambiente girava em torno dela e de seu acompanhante. Juntos degustaram o jantar que estava delicioso. Curtiram as mais lindas canções, músicas que marcaram e tornariam inesquecível aquela "noite de gala". Dançaram ao som de uma música lenta, que a fez sentir-se a dama mais prestigiada entre os demais convidados. Lá para as duas da manhã ligou para o motorista. Deixara o local como se ali nunca estivesse. Lágrimas quentes rolaram em rosto cansado causando um terrível estrago na maquiagem. Sua dor maior foi não poder tocá-lo, apesar de ter ficado a noite inteira ao seu lado. Ele estava presente o tempo todo na loucura de seus sonhos e nas ilusões que preenchem a maior parte de seu tempo.
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 12/12/2013
Alterado em 12/12/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras