Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

 
SEM VERGONHA, SE TOQUE!!!
 
 

images?q=tbn:ANd9GcRXUuxps8l3yCR8y7JaFiC4yk3zVI8gvbqw_KUCVNzbITtTKx2K


Tem tudo a ver com você!!!... Só com você?... Não!!! Tem tudo a ver comigo também!!! E... se você é homem?... Também tem tudo a ver!!! Sua mãe, irmã, esposa, namorada, noiva, amante ou "ficante" precisam saber, ficar por dentro e se tocar, sem medo  sem vergonha!!!

Segunda causa de morte entre mulheres no Brasil, o câncer de mama pode ser detectado precocemente a partir do “toque”, auto-exame realizado pela própria mulher. Isso facilita descobrir e tratar logo em sua fase inicial, com muito mais chances de cura!

 
Auto-exame da mama 

- O que é o auto-exame?

É o exame das mamas efetuado pela própria mulher. É conhecendo suas mamas que você pode verificar qualquer alteração.

- Quando fazer? 

Faça o auto-exame uma vez por mês. A melhor época é logo após a menstrução. Para as mulheres que não menstruam mais, o auto-exame deve ser feito num mesmo dia de cada mês, como por exemplo todo dia 15.

- O que procurar? - Diante do espelho: • Deformações ou alterações no formato das mamas 
• Abaulamentos ou retrações
• Ferida ao redor do mamilo

  - No banho ou deitada:
• Caroços nas mamas ou axilas
• Secreções pelos mamilos

 

- Como examinar suas mamas?

- Diante do espelho:
ilustração de uma mulher fazendo auto-exame na frente do espelho

Eleve e abaixe os braços. Observe se há alguma anormalidade na pele, alterações no formato, abaulamentos ou retrações.

Proteja quem você ama!!!...
Incentive-as a fazer o exame de mamas!!!

                 Isis Dumont


 
A Campanha Outubro Rosa visa incentivar a detecção precoce do câncer de mama.
 
 Acesso do público prioritário à mamografia cresce 37% em dois anos

No Brasil, o câncer de mama é a segunda causa de morte entre mulheres
 
 
 

O ano de 2012 registrou crescimento de 37% na realização de mamografias na faixa prioritária – de 50 a 69 anos – em comparação com 2010, no Sistema Único de Saúde (SUS). Os procedimentos somaram 2,1 milhões no ano passado, contra 1,5 milhões em 2010. Se incluídas todas as faixas etárias, o número de exames realizados no último ano atingiu a marca de 4,4 milhões, representando um crescimento de 26% em relação a 2010.
Para estimular a detecção precoce do câncer de mama, o Ministério da Saúde dá início à campanha para conscientização das mulheres sobre o tema, reforçando as ações do movimentoOutubro Rosa.
Outubro Rosa
O movimento popular Outubro Rosa é internacional. Em qualquer lugar do mundo, a iluminação rosa é compreendida como a união dos povos pela saúde feminina. Em Brasília, às 18h40 desta terça-feira (1º), o prédio do Ministério da Saúde e o Congresso Nacional serão iluminados com luzes cor-de-rosa. O câncer de mama é a segunda causa de morte entre mulheres. Somente no ano de 2011, a doença fez 13.225 vítimas no Brasil. O rosa simboliza alerta às mulheres para que façam o autoexame e, a partir dos 50 anos, a mamografia, diminuindo os riscos que aparecem nesta faixa etária. Para que mais mulheres possam fazer o exame, o Ministério da Saúde investiu, em 2012, R$ 92,3 milhões – um aumento de 17% em relação a 2011.
Assistência
Em 2011, a presidenta Dilma Rousseff lançou o Plano Nacional de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo do Útero e de Mama, estratégia para expandir a assistência oncológica no País. Atualmente, o SUS tem 277 serviços na assistência oncológica que atendem a 298 unidades hospitalares distribuídas nas 27 unidades da federação para a detecção e tratamento de câncer em todo País. Com o investimento do governo federal, mais de 3,6 milhões de sessões de radioterapia e quimioterapia foram feitas pelo SUS, com investimento de R$ 491,8 milhões. As cirurgias oncológicas também representam a preocupação com o combate à doença. No ano passado, foram investidos R$ 16,8 milhões.
Para agilizar o acompanhamento dos serviços oncológicos, o Ministério da Saúde criou o Sistema de Informação do Câncer (Siscan). O software, disponível gratuitamente para as secretarias de saúde, permite o monitoramento do atendimento oncológico na rede pública por meio da inserção e processamento de dados, gerido pelo Ministério da Saúde. O sistema funciona em plataforma web e já tem a adesão dos 27 estados brasileiros, dos quais 17 já começaram a inserir os dados no sistema. O prazo para substituição dos demais sistemas pelo Siscan termina em janeiro de 2014. A cobertura das informações também se estenderá a todos os tipos de câncer. Até o momento, o sistema já recebeu mais de 104,3 mil requisições de exames, sendo 39,6 mil referentes a mamografias.
Para este ano, o Ministério da Saúde instituiu a centralização da compra do L-Asparaginase. Usado no tratamento de câncer, o medicamento era comprado pelos serviços do SUS habilitados em oncologia.  A medida foi tomada após a empresa brasileira que distribuía o medicamento comunicar ao governo federal a interrupção do fornecimento por parte de uma empresa estrangeira. A partir de 2015, o L-Asparaginase passa a ser produzido no Brasil por meio de parceria firmada em junho entre a Fiocruz e os laboratórios privados NT Pharma e Unitec Biotec. Assim, o país fica livre de ser surpreendido pela suspensão da oferta por uma empresa privada internacional sem atividades produtivas no País.
Sancionada pela presidente Dilma Rousseff, a Lei 12.732/12, conhecida como Lei dos 60 dias, garante aos pacientes com câncer o início do tratamento em no máximo 60 dias após a inclusão da doença em seu prontuário, no SUS. O prazo máximo vale para que o paciente passe por uma cirurgia ou inicie sessões de quimioterapia ou radioterapia, conforme prescrição médica.

Fonte: Ministério da Saúde

 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont) e Ministério da Saúde
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 07/10/2013
Alterado em 07/10/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras