Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos



PRIMEIRA NOITE DE PRIMAVERA




Era a primeira noite da primavera. Retornara mais cedo do trabalho. Estava com muitas saudades e ansioso para rever sua amada. Entra em casa, cantarolando, muito feliz mediante a expectativa do momento que o aguardava. Despe-se do uniforme de trabalho e entra no banheiro. Capricha no banho, em seguida põe a roupa previamente escolhida. Cabelos impecavelmente arrumados, é hora de pôr o perfume que ela mais gosta. Pega a chave do carro e sai a passos largos para abrir a garagem. No rosto um largo sorriso e o olhar brilhando, parecia criança diante de um novo brinquedo. Entra no carro e parte rapidamente ao encontro do seu grande amor. 
Seis meses duraram uma eternidade, enquanto ficaram separados por motivo de viagem ("dela")  para tratamento médico em outro estado e região. Agora já não havia mais distância, saudade nem solidão e nem lágrimas entre ambos... Por telefone, antes que ela retornasse, prometeram nunca mais se separar. Entenderam que não foram feitos para viver longe um do outro, nem mesmo por pouco tempo.
Ao se aproximar da residência, logo foi percebido pelo mordomo. Gentil e muito educado o convida para entrar... Sozinho na sala, seu coração acelera, continua descompassado, parecia que ia sair pela boca... Após uns quinze angustiantes minutos de espera,  eis que ela ressurge no alto da escada, mais deslumbrante que antes.  Vestida com um elegante robe de seda pura, vermelho rubro, de mangas longas, desce vagarosamente, porém, antes de pisar no último degrau, ele aproxima-se em silêncio, emocionados com o reencontro, estavam sem palavras. Segura delicadamente sua mão, e logo é puxado por ela. Os dois sobem à escada e adentram o quarto preparado com antecedência para receber a mais ilustre visita de todos os tempos. Durante horas trocam beijos, abraços, carinhos, conversas, confidências... O sono chega, as cortinas, e a janela que abre para o jardim foram fechadas... Era primeira noite de primavera...  primeira e última noite de  amor... de um amor "infinitamente"  lindo!!!

Simplesmente:
Isis

 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 30/09/2013
Alterado em 01/10/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras