Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


Onde Moram as Estrelas
 

Pudera dar asas aos sonhos mais loucos,
Escalar montanhas longe de bocas irresponsáveis
E de sórdidos olhares...
Viajar em um balão, cruzar oceanos,
Ser nau sem destino nos confins dos mares,
Colher mel silvestre na vasta campina,
Lá na mesma esquina, voltar a ser menina,
De tranças nos cabelos, pra ver tu passares.
 

Pudera viver onde moram as estrelas
E ser uma delas a te iluminar,
Andar de pés descalços  sem ter compromisso,
Encontrar o ocaso para  nele ir morar,
Sentar lá na fonte onde nos beijamos,
Poder fechar os olhos pra te ver chegar.
 

Mas ainda não sendo lua nem estrela,
Nem mais uma menina de cabelos de tranças,
Viajo com as nuvens, lá sou bailarina,
Divirto os adultos, encanto as crianças.
Enquanto o relógio trabalha atrasado,
Escrevo esses versos cheios de esperanças,
Aprendi com você, que sempre me diz:
“O amor sobressai a qualquer distância!”
 
Aparecida Ramos/Isis...
03/09/2013
 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 07/09/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras