Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

 

images?q=tbn:ANd9GcRQ-m5Fqr8nSd8hWo7qR2YxGtddyi7vv3n-Ajp8JY9o_p7PZQoY

 
                                                   Dia sem melodia

Dia cinzento,
marrento,
sem melodia...

Dia conturbado,
entediado,
sem alegria...

Dia sem beijos,

sem desejos nem
abraços apertados,
sem sintonia...

Dia vazio,
sem cor nem odor, 

cujo perfume
o vento roubou.

Dia sem primavera,
indo ao trabalho,
esquecer a espera.
À noite um sonho,
leio um livro,
viajo...
retorno pela manhã,
vou ao jardim...
colho rosas
só para mim! 
Enfeitei meu cabelo...
você odeia rosas!





Isis Dumont
 
 

14/06/2013 10:54 - Manoel O Guimarães Jr


Dia sem melodia

Entro no Recanto

Vejo sua poesia.

Dia sem melodia

Um poema de Isis

Dá muita alegria!



Obrigada, Manoel Oswaldo,
por esse comentário/poesia!
Paz e bem!






 

Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 13/06/2013
Alterado em 15/06/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras