Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


Amor Embalado


images?q=tbn:ANd9GcTXmnjjqE4MdvQ0aRJK5_p-mHGTsHS3GFpuXEYN4jPpekdPeyg83w




Na rede onde fomos um dia
aconchego, sossego, chamego...
Balanço sonhos e fantasias,
e em cada balanço vou cravando
prantos, desencantos, marcas de
tristes encontros.

Ainda dentro de mim há o amor...
louco querendo, na rede entrar
e, timidamente arranhado pergunta
se pode, ao menos um pouquinho,
se balançar...
A rede, com olhos cheios de lágrimas, e voz embargada, responde ao amor
Espera!... Se puder, deixa essa nuvem passar, e eu embalarei você, amor!
Canto uma linda canção...
Te faço adormecer e sonhar
fazendo carícias no
teu coração. 


Isis Dumont

 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 05/02/2013
Alterado em 05/02/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras