Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos



AOS ESCRITORES DO RECANTO E DEMAIS ESCRITORES...


anivers0116.gif


 Dia do Escritor 
 25 de julho



Acordo cedinho e saio para colher flores.
Vestida de orvalho percorro meu jardim...
A aurora sorrindo dispensa a madrugada.
Lembro do Poeta, com saudades de mim!

Poeta, escritor de mãos hábeis e firmes.
Que faz da palavra semente de amor. 
Nas horas felizes partilhas alegrias.
Nos momentos tristes... disfarças tua dor.

Nas horas de angústia teus versos melancólicos
Soam como o sino que anuncia a morte.
São frases, são versos, são poemas que brotam
Do âmago da alma onde a dor é mais forte! 

Na dor, na angústia, no choro, na saudade
Edificas com arte cada "monumento".
Se a hora é feliz, desenhas sorrisos ou
Cantas teus versos, para muitos um alento.

Trazes contigo lembranças guardadas.
São matéria-prima ao criar e descrever.
És artesão da palavra cultivada.
Herdastes de Deus o dom de escrever!

Não sendo pintor retratas tão bem
E pintas um quadro melhor que ninguém.
Desenhas com palavras cenas de amor.
Imagens reais que encantam o leitor!


Beijos poéticos a todos os poetas, poetisas e escritores (as).

Isis Dumont




 

Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 25/07/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras