Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos



                       FESTA JUNINA  
                                    
simbolos%20das%20festas%20juninas.jpg
                                                                        
Queridos (as), trouxe para vocês algumas composições de Flávio José (sou fã da voz, da letra e da melodia de suas canções). São algumas, da seleção que ouvi ontem à noite em nossa festa junina.
                                        

 
 
                                         Espumas ao Vento
 


Sei que aí dentro ainda mora um
pedacinho de mim
Um grande amor não se
acaba assim
Feito espumas ao vento
Não é coisa de momento
Raiva passageira
Mania que dá e passa feito
brincadeira
O amor deixa marcas que
não dá pra apagar
Sei que errei e estou aqui
pra te pedir perdão
Cabeça doida, coração na
mão
Desejo pegando fogo
Sem saber direito aonde ir
e o que fazer
Eu não encontro uma palavra só pra te dizer
Mas se eu fosse você, amor, eu voltava pra
mim de novo
E de uma coisa fique certa,
amor
A porta vai estar sempre
aberta, amor
O meu olhar vai dá uma
festa, amor
Na hora que você voltar.

 







Amor Sem Preconceito

Eu imagino você
Sentada na cama
Comigo a seu lado
Se acariciando
E você me beijando
Beijando os meus lábios
Felicidade é ter você comigo
Assim desse jeito
Amor sem preconceito
Felicidade é ter você comigo
A gente se amando
Nosso amor aumentando
Sem temer o perigo

Mas nada vai afetar
Esse nosso amor
Pois ele é sincero
É a felicidade
Que sempre sonhei
E que tanto quero
Felicidade é ter você comigo
Um amor de verdade
Sem ciúme e maldade
Felicidade é ter você comigo
A gente se amando
Nosso amor aumentando
Sem temer o perigo.



 





 










A Força da Paixão


Andava triste,
Cabisbaixo, sem destino
Faltava tino
E coragem pra procurar
O que eu sonhava
Quando era pequenino
Desde menino
Aprendi que é bom amar
E que o amor
Sempre traz felicidade
Mas na verdade
Devo tudo a você
O seu amor
Me renasceu com liberdade
Me conheci
Depois que descobri você.
(bis)

É incontrolável a força da paixão
Invade o coração
Faz doer sentir saudade
Provoca obsessão,
Tristeza, solidão
Dá dor de cotovelo
E às vezes é covarde
Faz tanta confusão
Na nossa relação
Rói, rói, dentro do peito
Chororô, desilusão
Mas nunca dei bandeira
Pra ninguém perceber
Que só me conheci
Depois que descobri você.
(bis)






 

 



 

















 




Isis Dumont
24/06/2012


Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 24/06/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras