Ísis Dumont -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


Anúncio de Jornal (II) "Precisa-se de Homem ou Mulher"... 



Hoje sinto a necessidade extrema, diga-se de passagem, de pôr um anúncio no jornal. Em letras garrafais será escrito: "Precisa-se de pessoas, homem ou mulher que ajudem  alguém a ficar feliz porque de tão feliz que está não consegue absorver sozinha tal felicidade, e necessita com urgência reparti-la. Os voluntários serão muito bem recompensados por cada gesto (nessa empreitada solidária) com a própria felicidade. Trata-se de um empreendimento que detém certa urgência porque a felicidade dessa pessoa é um tanto "volátil" ou fugidia, talvez como nuvens passageiras no  fim do inverno. Você que por acaso está lendo esse anúncio, sinta-se privilegiado pela oportunidade que ora lhe é oferecida e é importante que se apresse em responder. Logo chegará a noite com seus mistérios e medos e aí não se poderá mais fazer nada, será muito tarde. Muitas pessoas cansadas, quem sabe, da infelicidade adormecerão e tudo estará perdido. A pessoa que atende o anúncio só estará no plantão depois que passa o horror das noites escuras que tanto atormentam os corações e mentes tristes e angustiadas. Se você é um (a) dessas criaturas triste e infeliz não tem o menor problema, estará habilitado mesmo assim porque a felicidade a ser dada é imensa e por isso há que ser repartida com muita gente antes que se torne um grave problema social e pessoal. Estou a implorar-lhe que venha; venha com a humildade e o entusiasmo da felicidade ainda que sem razão. Há também como recompensa uma casa situada no alto da colina, mobiliada, boa música, mesa posta com as melhores iguarias e com direito a usufruir de todos os cômodos, com exceção apenas dos "aposentos" da pessoa que escreve este anúncio. Não se exige experiência nem carta de recomendação. Se não possui currículo, venha mesmo assim. Peço-lhes desculpas por utilizar a página de um jornal conceituado com um anúncio a se destacar sobre os demais, inclusive "quebrando" as regras da redação. Mas juro (de verdade) que há em meu rosto sério ou risonho e em meu coração alegre e de portas abertas uma felicidade ímpar até mesmo divina para lhe dar. Por tudo isso que aqui escrevi e publiquei, não pense duas vezes, aproveite a chance de ser feliz e de fazer feliz muitas outras pessoas. Lembre-se de não dar a menor importância àqueles que tecerem alguma crítica sobre sua postura de agora em diante. Ser feliz é o mais importante e isso é garantido no atual "regulamento" de minha imensa felicidade. O resto só depende de você."

Isis Dumont
Em 08/05/2012, às 13:07h
Inspiração no Tema/Texto abaixo, da célebre poeta e escritora Clarice lispector.




Anúncio de Jornal

47456.jpg

Sendo este um jornal por excelência, e por excelência dos precisa-se e oferece-se, vou pôr um anúncio em negrito: precisa-se de alguém homem ou mulher que ajude uma pessoa a ficar contente porque esta está tão contente que não pode ficar sozinha com a alegria, e precisa reparti-la. Paga-se extraordinariamente bem: minuto por minuto paga-se com a própria alegria. É urgente pois a alegria dessa pessoa é fugaz como estrelas cadentes, que até parece que só se as viu depois que tombaram; precisa-se urgente antes da noite cair porque a noite é muito perigosa e nenhuma ajuda é possível e fica tarde demais. Essa pessoa que atenda ao anúncio só tem folga depois que passa o horror do domingo que fere. Não faz mal que venha uma pessoa triste porque a alegria que se dá é tão grande que se tem que a repartir antes que se transforme em drama. Implora-se também que venha, implora-se com a humildade da alegria-sem-motivo. Em troca oferece-se também uma casa com todas as luzes acesas como numa festa de bailarinos. Dá-se o direito de dispor da copa e da cozinha, e da sala de estar. P.S. Não se precisa de prática. E se pede desculpa por estar num anúncio a dilacerar os outros. Mas juro que há em meu rosto sério uma alegria até mesmo divina para dar.

Clarice Lispector
Aparecida Ramos(Ísis Dumont) e Clarice Lispector
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 08/05/2012
Alterado em 08/05/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras